Jovem Crente: Minha montanha russa espiritual

Minha montanha russa espiritual

Você já esteve em uma montanha-russa? Qual foi a sensação? Algumas pessoas amam o tipo de emoção que a montanha-russa proporciona porque buscam uma mistura de medo com adrenalina, ou algo do tipo. Eu não sou desses, mesmo que já tenha estado em algumas. Porém, há quem goste e ache isso emocionante.

Mas, e quando nossa vida espiritual parece uma montanha-russa? Todos nós, em alguma proporção, vivemos altos e baixos em nossa caminhada com o Senhor. Num momento estamos totalmente ativos em nosso relacionamento com Deus, animados por servi-Lo e conhecê-Lo, porém noutro nos percebemos mais frios, desanimados e até distantes dEle. Pra ser sincero, essa montanha-russa não é nem um pouco divertida.


Algumas características podem demonstrar se estamos em uma baixa. Veja se alguma delas se encaixa em sua experiência:

-    Orar e ler a Bíblia já não é mais parte de sua rotina e isso nem faz falta;
-    Tentar resolver problemas baseados em suas próprias opiniões e estratégias é normal - orar ao Senhor e pedir conselhos de bons cristãos já não é mais prioridade;
-    Sentir-se meio indiferente às “coisas espirituais” - ir à igreja é só um programa, cantar no culto é só mais uma música e tudo não passa de um ritual;
-    Acostumar-se com alguns pecados - em algum momento você até lutava contra eles, hoje, não mais;
-    Ser dominado por sua rotina extremamente atarefada e ter tempo para as coisas de Deus passa a ser muito difícil;
-    Estar acomodado espiritualmente, pois não vê mais tanta necessidade de continuar crescendo.

E aí? Você vive uma montanha-russa espiritual?

Na palavra de Deus vemos um pequeno trecho que descreve um pouco dessa realidade e nos alerta do perigo que é vivermos assim. Hebreus 3.12-14 diz:

"Cuidado, irmãos, para que nenhum de vocês tenha coração perverso e incrédulo, que se afaste do Deus vivo. Pelo contrário, encorajem-se uns aos outros todos os dias, durante o tempo que se chama "hoje", de modo que nenhum de vocês seja endurecido pelo engano do pecado,  pois passamos a ser participantes de Cristo, desde que, de fato, nos apeguemos até o fim à confiança que tivemos no princípio.” (NVI)

Segundo o autor bíblico esse tipo de problema é algo que merece nossa total atenção por ser extremamente perigoso, ele alerta: CUIDADO! (Lembre-se que você não precisa de um alerta de cuidado para aquilo que não produz nenhum risco para você).

A verdade é que precisamos estar atentos pois a frieza espiritual gera corações perversos, incrédulos e endurecidos. Quando vivemos uma baixa espiritual estamos suscetíveis a duvidar se vale a pena caminhar com Deus e, portanto, começamos a nos enganar.

O pior é que todas essas posturas NOS AFASTAM DO DEUS VIVO. É como se em um momento estivéssemos lado a lado do Senhor, como um melhor amigo que perde a noção do tempo, mas logo em seguida, vira as costas e se esquece de tudo. Deus passa a ser alguém muito distante e acaba se tornando, para nós, dispensável. Será que esse é seu caso? Você se sente longe do Deus vivo? Você percebe que tem alguma coisa errada?

No verso 13 vemos que a maneira dada por Deus para fugirmos da incredulidade é o encorajamento mútuo. Ou seja, quanto mais desanimados, mais indispostos e mais distantes desejamos estar, mais precisamos uns dos outros. Precisamos dos nossos companheiros de jornada para chamar nossa atenção, para nos encorajar, para nos confortar e nos auxiliar a voltar pro caminho. O problema é que quando estamos em baixa, nosso desejo é nos afastar dos amigos cristãos. Mas, é quando estamos doentes que mais precisamos de remédio. E esse remédio não pode ficar pra depois, ele precisa ser tomado hoje. Nossa responsabilidade de insistir na ajuda mútua deve ser diária. PRECISAMOS NOS ENCORAJAR TODOS OS DIAS, e o dia para fazer isso é HOJE.

Pra ser sincero, algumas vezes me sinto desanimado em minha caminhada cristã. Certas situações me fazem questionar se eu estou no caminho certo. Sinto-me desanimado, preocupado, triste e até cansado. Mas Deus colocou pessoas na minha vida que constantemente estão me auxiliando nas minhas oscilações. Alguns desses companheiros não precisam de nada mais do que uma mensagem de WhatsApp para me encorajar.

Nossos relacionamentos cristãos são ferramentas que o Senhor preparou para que mantivéssemos nosso foco firmado na convicção que tivemos ao crer em Cristo. Como é maravilhoso saber que existe algo em mim que Deus quer usar você para ajudar!

Por isso, precisamos nos agarrar com firmeza na dependência do nosso Salvador. É como alguém que está se afogando e precisa se agarrar a algo que o mantenha vivo! O que te mantém vivo é a graça de Deus. Nós não temos pra onde ir nem com quem ir se não com nosso Mestre.

Portanto, reconheça que você precisa de ajuda. Ore ao Senhor para que Ele coloque alguém em sua vida que possa ser esse encorajamento diário. É possível que ao ler isso você não consiga ver alguém disponível para ajudá-lo, mas se tem uma oração que sei que Deus responde é por socorro. Deus sabe exatamente o que você precisa e Ele tem recursos ilimitados para ajudá-lo, Ele é dono de TUDO.

Saiba também que você pode ser isso para alguém, você pode ajudar alguém. Existem muitos desanimados, pessoas que convivem com você em sua igreja, ministério, faculdade, trabalho, casa, etc. Ouvi-las e orar por elas já fará uma diferença incrível.


Assim, que Deus nos ajude a cada dia a fugir das montanhas-russas espirituais. Que saibamos que sozinhos certamente vamos nos afundar e que temos um lugar seguro em Cristo Jesus para nos agarrar. 


Artigos Relacionados:










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, sugestões ou opiniões. Lembre-se:
- pode discordar, mas com educação