Jovem Crente: Continue perguntando.

Continue perguntando.


Com essa frase termina um dos vídeos que o site de buscas Google disponibilizou acerca das pesquisas feitas em 2017. A palavra especial: "Como?" aparece nessa exposição sendo a forma de mostrar quais são as principais indagações feitas por usuários da plataforma. Eu posso afirmar que por diversas vezes no ano que se passou esse "como?" também ecoou em minha mente.
Como ser mais sadia? Como conseguir emprego? Como fazer um bolo de chocolate diferente? Como aprender um novo instrumento? Etc, etc.
E semelhantemente a todos nós, que perguntamos diariamente sobre diversas coisas, um homem teve uma conversa com Jesus, e foi levado a perguntar algo...

“Havia um fariseu chamado Nicodemos, uma autoridade entre os judeus. Ele veio a Jesus, à noite, e disse: “Mestre, sabemos que ensinas da parte de Deus, pois ninguém pode realizar os sinais miraculosos que estás fazendo, se Deus não estiver com ele”. Em resposta, Jesus declarou: “Digo-lhe a verdade: Ninguém pode ver o Reino de Deus, se não nascer de novo”. Perguntou Nicodemos: “Como alguém pode nascer, sendo velho? É claro que não pode entrar pela segunda vez no ventre de sua mãe e renascer!” (...)” – João 3.1-4 (NVI)
Nicodemos era um mestre da Lei e veio se encontrar com Jesus. Em resposta a conversa iniciada por ele Jesus lança uma frase importantíssima para a vida cristã: “Ninguém pode ver o reino de Deus, se não nascer de novo.” E esse homem perguntou então a forma sobre a qual Jesus se referia. Afinal, como um nascimento pode acontecer duas vezes? Fisicamente isso é impossível. Além disso, o texto continua dando diversas informações sobre esse novo nascimento. Algo que vai além da compreensão humana, e que, certamente, não poderia ser feito através de nós. Esses trechos trouxeram uma nova pergunta para Nicodemos, que culmina naquele texto conhecido:
“Porque Deus amou tanto o mundo que deu seu filho único, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. Deus enviou seu filho não para condenar o mundo, mas para salvá-lo por meio dEle.” João 3.16,17 (NVT)
Apesar de Nicodemos ser um Mestre da Lei não compreendia o significado da vida eterna dada por Deus a nós através de Cristo. Não entendia o significado de uma vida morta e a necessidade de nascer de novo por outros meios que não incluíam passar uma repetição da temporada de 9 meses dentro do ventre de sua mãe. Então, ele questiona Jesus. Não querendo saber o porquê das coisas, mas como poderiam existir essas coisas.
A questão central é que Jesus veio ao mundo para ser nossa resposta.
A conversa com Nicodemos não teve um fim ali. Ele aparece outras vezes na narrativa bíblica, agora como um seguidor (João 7.47-53; 19.38-39). A sua pergunta foi respondida através de Cristo. E o manual para se obter um segundo nascimento, para compreender os mistérios da vida eterna, ou para saber sobre o que deve ser feito para viver de acordo com a vontade de Deus, tem em seu centro Jesus.
Voltando a questão inicial dos "comos?", muitas vezes nós cristãos não perguntaremos somente sobre o simples da vida, mas também sobre o que nos tira o sono. Perguntaremos sobre o amanhã, o hoje, e o que aconteceu no passado. Perguntaremos porque faz parte de nossa natureza, mas também porque ao sabermos das respostas agregaremos conhecimento. No geral, as perguntas são motivadoras, para uma mudança, para provar um ponto, ou por questão de curiosidade. E o que podemos aprender de tudo isso é:
Será que deixamos de perguntar a Deus sobre o simples de nossa existência?
Sobre aquelas palavras que falamos sem pensar? Sobre onde gastamos as nossas horas? Sobre como podemos ser filhos, cônjuges, pais, discípulos, melhores? Sobre como podemos fazer com que aquela apresentação no colégio, na faculdade, ou no trabalho, seja uma das melhores apresentações de nossas vidas, não por sermos chamativos, ou atrairmos a atenção para um desempenho exagerado, mas por sabermos que tudo deve ser feito a fim de que “(...) outros vejam que ele (no caso, você!) faz a vontade de Deus” – João 3.21.
Como podemos ser mais íntimos de Deus? Como podemos nos aproximar da Luz?
A resposta está em (e é) Jesus.
Ele é o caminho, a verdade e a vida, o pão da vida, a liberdade...
Não deixe de perguntar. E procure por aquele que pode te dar as respostas eternas!

Artigos Relacionados:







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, sugestões ou opiniões. Lembre-se:
- pode discordar, mas com educação