Jovem Crente: [Série] Fica Ligado! #3 - Quatro atributos de Deus que você ainda não entende

[Série] Fica Ligado! #3 - Quatro atributos de Deus que você ainda não entende



Esta é uma série com pequenos artigos que vão tocar nos assuntos mais essenciais da nossa fé. Aquilo que se não soubermos, dará um rolo enorme. Em cada um deles existe muito mais para se falar, mas eu desafio você a ler cada artigo e verificar se você já está alinhado com estas ideias.
 Se ainda não viu, não esqueça de visitar os outros artigos da série:



É claro que você já entendeu que precisa de Jesus para sua salvação, mas dando um passinho para trás, quem é mesmo Jesus? E quem é Deus? Como eles surgiram e como são? Estes são os assuntos dos próximos artigos, e hoje quero mostrar Quatro atributos de Deus que você ainda não entende!

Atributo #1 – Ele é o Eterno

“Antes de nascerem os montes e de criares a terra e o mundo, de eternidade a eternidade tu és Deus.” Salmo 90.2

Já estou ouvindo você me dizer que já sabia que Deus é eterno, mas deixa eu te fazer algumas perguntas:
  • Para Deus existe passado, presente e futuro?
  • Deus não tem fim, mas tem começo?
Bom, para a maioria das pessoas não é tão obvio assim, e a razão é bem simples, nós temos começo e fim, e tudo o que existe ao nosso redor tem começo e fim, por isso, normalmente temos facilidade de falar sobre eternidade, mas não temos a real condição de conceber isso na nossa mente, porque nossa mente é limitada. Entendemos o conceito, mas a realidade da eternidade não cabe em nossas mentes.
Lembra da aula de matemática quando aprendemos sobre o conjunto dos números infinitos? Eu fechava os olhos e começava a passar uma fileira de números na minha mente e não parava, eu via os números ficando mais distantes e menores até se tornarem uma linha e finalmente em algum momento, um ponto, mas aquilo tinha um fim, eu não conseguia ir além.
Quando dizemos que Deus é eterno, dizemos que ele é infinito em tempo, ele não teve começo nem fim, e não somente isso, mas que ele não é afetado pelo tempo, ele está além do tempo, ele criou o tempo. Para Deus não existe passado, presente e futuro. Não é que ele já viveu o passado o presente e o futuro, é que ele está fora disso, ele existe em outra esfera “dimensional”.

Atributo #2 – Deus é Onipresente

“Mesmo que eu dissesse que as trevas me encobrirão, e que a luz se tornará noite ao meu redor, verei que nem as trevas são escuras para ti. A noite brilhará como o dia, pois para ti as trevas são luz.” Salmo 139.11-12

O que a eternidade é relacionada ao tempo, a onipresença é relacionada ao espaço. Aqui também vamos perceber que tudo o que conhecemos tem um lugar no espaço, tem limites físicos, ou está aqui ou está lá. Deus não é assim, ele não tem limite espacial.
Para ser honesto, não significa apenas que Deus não é limitado ou contido pelo espaço, mas que ele preenche todo o espaço.
Às vezes temos ideias erradas de como isso funciona, por exemplo, já assistiu Avatar? No filme existe algum tipo de energia que está em todos os seres vivos e que unidos formam um “ser” maior. Esta é uma ideia errada e está presente em religiões como o hinduísmo, na qual tudo é Deus, chamamos isso de panteísmo. Outra ideia errada é que tudo está em Deus, mas ele é maior do que isso, está ideia é chamada de panenteísmo. Isso mostra como é fácil entender errado a ideia de onipresença.
Na prática, Deus não é a criação, ele é distinto dela, e não existe um lugar onde ele não esteja perfeitamente presente.
Pensa só, quando algumas pessoas oram pedindo para que Deus “venha estar” no nosso meio. Esta oração está errada, ele já está ali.

Atributo #3 – Deus é Onipotente

“O nosso Deus está nos céus, e pode fazer tudo o que lhe agrada.” Salmo 115.3

Eu assisti no youtube a um vídeo de um garoto ateu. Ele usava este atributo para tentar provar que Deus não existe. O argumento dele era o seguinte:
“O cristianismo acredita que Deus pode fazer todas as coisas, pois ele é onipotente. Ele poderia então criar uma pedra inquebrável que ele mesmo não consiga quebrar?”
Não importa qual seja a resposta, sim ou não, em ambas você diz que Deus não pode fazer algo. Ou ele não pode criar esta tal pedra ou ele não pode quebrar a pedra que criou. A conclusão do garoto é então que onipotência não existe, o que implicaria que nosso Deus não existe.
É claro que eu resumi o argumento aqui, mas muitos adolescentes não sabem como responder a este argumento. Tentam explicar dizendo que Deus não iria desejar criar tal pedra, ou que o jovem é um pecador safado por fazer tais perguntas, mas não percebem que o problema não está na lógica do garoto, ela está correta, o problema está no entendimento do garoto. Ele não sabe o que é onipotência.
Leia as duas frases abaixo e me diga, você, qual delas é a que explica a onipotência de Deus:
  • Deus pode fazer todas as coisas.
  • Deus tem todo o poder.
E aí? Qual você escolheu?
Se escolheu a primeira, você está errado, onipotência não significa que Deus pode fazer todas as coisas, pois ele não pode. Pode parecer estranho, mas Deus não pode fazer todas as coisas. Por exemplo, ele não pode mentir. Ele não pode fazer um quadrado redondo, e isso não tem nada a ver com poder, e sim com lógica. Deus pode fazer coisas impossíveis, mas ele não pode fazer coisas que são contrárias ao seu caráter, como pecados, e não pode fazer coisas contrárias cuja execução vai contra à lógica da existência (como o quadrado redondo).

Atributo #4 – Deus é Onisciente

“Você sabe como ficam suspensas as nuvens, essas maravilhas daquele que tem perfeito conhecimento?” Jó 37.16

Você já sabe onde isso vai dar né? Deus tem pleno conhecimento. Para entender melhor a onisciência seria necessário estudar outros atributos de Deus como sabedoria, presciência, mas basta saber aqui que não existe nada que Deus ainda não saiba. Ele não aprende, ele não descobre coisas, ele sabe.
Como vimos que ele não está preso ao tempo, o nosso futuro não é desconhecido de Deus, nem nosso passado.
É claro que cada um dos atributos mostrados aqui são maiores do que nós, e mesmo que passemos toda nossa vida pensando neles e estudando a Deus, nunca conseguiremos ter um conhecimento completo dele.

Mas, e daí?
É verdade que nunca conheceremos completamente a Deus, mas estes quatro atributos podem nos trazer conforto. Por exemplo, você tem uma decisão importante para tomar e Deus mostrou na Bíblia princípios claros que te ajudam nessa decisão. Só tem um problema, você não quer aquela decisão, você olha para a Bíblia e pensa que ela é ultrapassada, que Deus ainda não manja de tudo e que ele deve estar errado. Você toma sua decisão baseado em você, e não em Deus.

Ele não vai testar e ver qual a opção melhor, ele sabe, ele vivencia ela, ele tem poder para ajudar com relação a ela. Ele quer seu melhor, ele é Deus.








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, sugestões ou opiniões. Lembre-se:
- pode discordar, mas com educação