Jovem Crente: De volta ao Pai

De volta ao Pai


Imagine comigo, um jovem, filho de um pai muito rico e amoroso, que morava em um palácio, com todas as regalias que ele poderia desfrutar, sim, todas as riquezas de seu pai ao seu dispor. E tem mais, além de poder ir ao Outback toda semana, ele também tinha honra, liberdade, servos ao seu dispor, tudo de bom e do melhor. Porém, aquele jovem, com um coração insatisfeito, queria mais. Sim, aquilo tudo não estava sendo o suficiente para ele, e ele queria experimentar o novo. Achando que conseguiria ser mais feliz e ter mais alegria, ele pediu a sua parte da herança para o pai e saiu de casa, desbravando o mundo sozinho. Assim sendo, ele foi para uma terra distante e gastou tudo o que tinha, irresponsavelmente. Porém, não muito tempo depois, houve uma grande fome em toda aquela região, e ele começou a passar necessidade. Buscando um jeito para conseguir sobreviver, ele acabou tendo que se humilhar ao ponto de trabalhar com porcos, e comer da comida que eles comiam. No meio de toda aquela lama, ele se lembrou de tudo o que ele tinha ao seu dispor na casa de seu pai, e se viu imundo naquela situação. Ele trocou tudo o que ele tinha por aquilo, por comida de porcos e fome, e então decidiu voltar e pedir misericórdia ao pai, para que ele pudesse, ao menos, trabalhar como um de seus servos. Agora, coloque-se no lugar do pai, antes mesmo de você morrer, seu filho pede a parte da herança que lhe cabe, vai embora de casa, nega seu amor e tudo o que você tinha a oferecer a ele. Quando ele voltasse, você iria perdoá-lo? Você iria aceitá-lo de volta?

Deixe-me lhe dizer algo importante, antes de chegarmos ao fim dessa história. Amor de pai e mãe é incrível, não é mesmo? A gente não fez nada para merecer tanto amor, carinho, cuidado e abnegação por parte deles. E por muitas vezes, eu me pergunto, de onde vem tudo isso? Por que eles se esforçam tanto pra nos ver felizes? E sabe qual é a resposta? AMOR! Eles nos amam tanto, que dariam o mundo pra nos ver felizes e bem. E me pergunto de novo, de onde vem tanto amor? De Deus, o dono, a fonte, o criador do AMOR. Se Deus, que é a fonte do amor, também é o Criador dos nossos pais, logo, todo esse amor vem dEle. Porém, sabemos também, que nossos pais são falhos, humanos e pecadores. Em muitos casos, infelizmente, pais abondam seus filhos ou os maltratam, por exemplo, portanto, podemos pressupor diferentes fins para essa história.

Então vamos continuar para ver o que acontece. O pai, na porta de sua casa, triste e com saudade de seu amado filho, com lágrimas nos olhos, olhando para o horizonte, de repente, vê uma sombra de um homem vindo. Ele cerra seus olhos para tentar enxergar melhor, e sim, parece com seu filho, será que era ele? Com o coração disparado e com o sorriso no canto dos lábios, ele o reconhece, e sai correndo ao seu encontro, dando-lhe um forte abraço, com um amor abundante, perdoador. Mesmo seu filho não merecendo, ele o recebe de volta em sua casa. Mesmo sem ter direito, mesmo sem nada nas mãos, o pai faz questão de deixar símbolos na vida dele, para mostrar que ele está, de fato, restaurado, com direitos que não lhe pertenciam mais, mas que estão novamente disponíveis a ele. O Pai lhe dá novas sandálias (liberdade - ele era livre, não mais um escravo), um anel (ele era filho, membro da família) e roupas novas (honra, justiça). Ele perdoa e restaura completamente e ainda faz
uma festa para comemorar a volta de seu filho perdido.

E sabe quem esse pai representa? Ele representa o Pai que celebra a volta de seus filhos...

“Porque se nós, sendo inimigos, fomos reconciliados com Deus pela morte de seu Filho,
muito mais, tendo sido já reconciliados, seremos salvos pela sua vida.” Romanos 5:10

...representa o Pai que tem prazer em perdoar...

"Sou eu, eu mesmo, aquele que apaga suas transgressões, por amor de mim, e que não se lembra mais de seus pecados.” Isaías 43:25

...representa o Pai que conhece os pensamentos de seus filhos antes mesmo que eles falem...

“Antes mesmo que a palavra me chegue à língua, tu já a conheces inteiramente, Senhor.” Salmos 139:4

...representa o Pai que sabe inclusive quantos fios de cabelo seus filhos têm...

“E até mesmo os cabelos da vossa cabeça estão todos contados.” Mateus 10:30

... e é o Pai que ama seus filhos.

“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16

Esse Pai é Deus e esse filho revoltado somos nós. Mesmo sem merecermos NADA, mesmo tendo fugido pra buscar satisfação e alegria longe de sua presença, o Pai está de braços abertos esperando seus filhos de volta, esperando você de volta. Ele é o Pai que te adota como filho, te dá liberdade e honra. 

“Ó profundidade da riqueza da sabedoria e do conhecimento de Deus! Quão insondáveis são os seus juízos, e inescrutáveis os seus caminhos!” Romanos 11:33

Esse Pai é o seu Criador. Ele te ama tanto que provou isso dando o que ele tinha de mais precioso, seu ÚNICO Filho, para morrer no SEU lugar, para pagar o castigo que você merecia pagar. Sim, sabe quando você era pequeno, e batia no seu irmão, ou quando você quebrou o vaso da sua casa, e teve que ficar de castigo por isso? Você sabia que era culpado e sabia que era justo que você pagasse pelo que fez. Mas aí, chega alguém e fica de castigo no seu lugar, estranho né? Porém real e em uma proporção bem maior, imensurável. Jesus pagou o castigo, o preço dos seus erros no seu lugar, sem você merecer e mesmo você sendo culpado. Foi em uma cruz amarga que ele derramou seu sangue com pregos e espinhos em sua pele. Tudo de bom que existe aqui neste mundo é baseado nesse amor.

O que tudo isso quer dizer? Quer dizer que você tem valor para Deus, quer dizer que mesmo que você esteja no meio de porcos e afundado na lama, perdido, sem mais nenhum recurso e sabendo que você está longe do seu Pai, saiba que ele está de braços abertos esperando pela sua volta. Ele te adotou como filho e te ama com um amor abundante, eterno. Você é filho, herdeiro, aproprie-se dessa verdade. Desfrute tudo o que seu Pai tem a te oferecer, não troque tudo isso pelo que é passageiro. Lembre-se: ele te ama e tem prazer em te ver bem.

Não importa o quão longe você foi, volte para os braços do Pai, e seja grato por tudo o que ele tem a te oferecer mesmo você não merecendo. Há uma festa esperando por você lá!

“Desfaço as tuas transgressões como a névoa e os teus pecados, como a nuvem; torna-te para mim, porque eu te remi.” Isaías 44.20


Artigos relacionados:
- Meus pais não me entendem 






Formada no CLD (Curso de Liderança e Discipulado) pelo Seminário Bíblico Palavra da Vida. Atualmente, cursa Pedagogia na Universidade de São Paulo. É membro da Igreja Evangélica Filadélfia, em São Paulo e auxilia a Igreja Presbiteriana Independente de Vila Sônia no ministério de adolescentes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, sugestões ou opiniões. Lembre-se:
- pode discordar, mas com educação