Jovem Crente: Como manter a fé na faculdade

Como manter a fé na faculdade

Entrar na universidade é o sonho de muitos jovens em nosso País. Estar num ambiente em que você poderá cursar as matérias de seu interesse, se preparar para o mercado de trabalho e poder começar a caminhar com as próprias pernas é o que a maioria de nós deseja. Porém, não é só disso que a universidade é feita, e é nela que muitos de nós passam a questionar sua fé.

Pensando na dificuldade que muitos cristãos enfrentam ao entrarem na universidade e em situações que eu já passei, resolvi escrever esse artigo. A partir da minha experiência e da experiência que amigos universitários compartilharam comigo, quero dar algumas dicas, e espero que elas possam ajudá-lo a manter-se firme em meio ao ambiente acadêmico que é, tantas vezes, um lugar tão desafiador àqueles que desejam seguir a Cristo.

1- Saiba em que você crê

O que tenho percebido ao longo desses anos é que a grande maioria dos jovens entram na faculdade com pouco ou nenhum embasamento para sua fé. Assim, logo que são questionados, são facilmente suscetíveis a serem levados por qualquer vento de doutrina (Ef 4.14), seja ela difundida por professores, pelas leituras indicadas ou pela influência dos colegas. A triste realidade é que poucos jovens se dedicam ao estudo da Palavra e à oração, aspectos básicos da fé cristã. Muitos deles se apoiam no fato de irem à igreja, e se enganam ao pensar que isso os torna genuinamente cristãos.

Será que sua fé está baseada em ir à igreja ou você de fato tem um relacionamento com o Senhor que o leva a buscá-lo diariamente?

Quando sabemos no que cremos e porquê, fica mais difícil sermos levados a questionar nossa fé e, mesmo quando questionados, sabemos onde procurar as respostas para nossas dúvidas. Além disso, isso nos dá maior firmeza para explicar aos outros a razão da esperança que há em nós e também a não termos medo de professarmos o que cremos, mesmo no ambiente acadêmico. Isso, claro, com mansidão e respeito, como explica 1Pedro 3.14-16:

“Todavia, mesmo que venham a sofrer porque praticam a justiça, vocês serão felizes. Não
temam aquilo que eles temem, não fiquem amedrontados. Antes, santifiquem Cristo como
Senhor no coração. Estejam sempre preparados para responder a qualquer que lhes pedir a
razão da esperança que há em vocês. Contudo, façam isso com mansidão e respeito,
conservando boa consciência, de forma que os que falam maldosamente contra o bom
procedimento de vocês, porque estão em Cristo, fiquem envergonhados de suas calúnias”.

A convicção da nossa fé em Deus pode muitas vezes levar à perseguição, e nós não estamos isentos isso na universidade. Quando você passar por uma situação assim, lembre-se de que:

“bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, pois deles é o Reino dos céus.
Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa os insultarem, perseguirem e
levantarem todo tipo de calúnia contra vocês. Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é
a recompensa de vocês nos céus, pois da mesma forma perseguiram os profetas que
viveram antes de vocês" Mateus 5.10-12.

2- Não negligencie sua vida com Deus

Não é novidade para ninguém que a vida acadêmica é realmente muito puxada. Além disso, com estágio, emprego, trabalhos e leituras, nossa rotina fica cada vez mais estressante. Diante disso, você tem duas escolhas: priorizar a universidade e deixar de lado seu tempo com Deus ou separar diariamente um tempo inegociável para buscar ao Senhor. Não deixe que a rotina o consuma. A tendência é que as responsabilidades só aumentem. Se não soubermos priorizar a Cristo agora, dificilmente teremos tempo para ele depois. Quando os desafios vierem na faculdade, as dúvidas, a tentação e a vontade de negociar os princípios bíblicos diante da propagação de ideais falsos, porém atraentes, é a sua busca diária pelo Senhor que irá te fortalecer na caminhada.

“Como é feliz aquele que não segue o conselho dos ímpios, não imita a conduta dos
pecadores, nem se assenta na roda dos zombadores! Ao contrário, sua satisfação está na
lei do Senhor, e nessa lei medita dia e noite” Salmos 1.1-2.

3- Escolha bem suas amizades

Infelizmente, um outro grande motivo que leva muitos jovens a abandonarem sua fé na universidade está ligado ao medo de não serem aceitos. Com isso, muitos passam a relativizar valores bíblicos e, aos poucos, abrem mão completamente de seguir a Jesus. A falsa sensação de liberdade, a diversão momentânea e a necessidade de se sentirem parte de um grupo os faz buscar satisfação em pessoas e não em Deus. Cuidado, não se deixem enganar: "as más companhias corrompem os bons costumes” (1Co 15.33).

Muitos amigos comentaram que ter amizades cristãs na universidade foi essencial para que eles permanecessem firmes na fé. Para mim, isso resume o que é fazer parte do corpo de Cristo: quando um está fraco, o outro levanta. “‘Quando um membro sofre, todos os outros sofrem com ele; quando um membro é honrado, todos os outros se alegram com ele” (1Co 12.26-27).

Por isso, busque amizades que o edifiquem, procure grupos cristãos e se aconselhe com pessoas mais experientes. Além disso, seja humilde quando você estiver passando por dificuldades ou estiver em dúvidas quanto à sua fé. Procure ajuda e deixe-se moldar. 

Mais do que buscar boas amizades, procure ser um amigo que aproxima os outros de Deus, afinal, ele não te colocou no seu curso por acaso, o que me leva à próxima dica: 

4- Não deixe de ser luz

A dinâmica é simples: se você não está influenciando, você está sendo influenciado. Como você tem brilhado a luz de Cristo no seu curso e na sua faculdade? Não deixe de buscar ser exemplo em tudo que você fizer e ser testemunho vivo de Cristo.

“Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens. Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa.
Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e
glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus” Mateus 5.13-16.

5- Dependa de Deus

Para terminar, é preciso pontuar que nada do que fizermos terá efeito duradouro sem a dependência total em Deus. Mesmo a nossa fé é algo que vem de dele (Ef 2.8). Por isso, “aquele que julga estar firme, cuide-se para que não caia” (1Co 10.12) e aquele que tem pouca fé, peça para que ele a aperfeiçoe e a faça crescer em Cristo por meio de sua Igreja, “pois ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores, querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente. Antes,
seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo” Efésios
4.11-15.



Artigos Relacionados:






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, sugestões ou opiniões. Lembre-se:
- pode discordar, mas com educação