Jovem Crente: Meus pais não me entendem

Meus pais não me entendem


“Meus pais!? Eles não me entendem. São uns chatos. Velhos, quadrados e caretas”. Triste, mas infelizmente realidade em muitos lares. O ideal seria que os pais fossem aqueles que mais entendem seus filhos, os que realmente os conhecem, mas muitas vezes eles não conseguem ter a habilidade de se identificarem e compreenderem o momento que seus filhos vivem. Falta-lhes muitas vezes o principal: intimidade com seus filhos. Nesses casos, provavelmente, os filhos buscarão outros que os entendam para ajudá-los nos desafios presentes na adolescência e juventude. Assim a maior influência deveria estar no lar, porém vem de fora.

Não estou escrevendo para casais, mas para jovens. Contudo, é necessário que você entenda de maneira mais ampla o plano de fundo atual. Hoje no Brasil existem 5,5 milhões de crianças sem o nome do pai no registro¹, aproximadamente um terço das crianças e adolescentes são filhos de pais separados e em quase 100% dos casos graves de dependência química houve uma ausência paterna².

À luz disto, quero te desafiar a viver de maneira diferente dos seus pais, se você se encaixa em alguma situação acima ou algo parecido. É necessário que você rompa com as tristezas e fracassos que eles viveram e te marcaram. Se eles não são presentes em sua vida, é preciso então que você se torne presente na vida deles. E tenho uma boa notícia, é possível.

Filhos! Obedeçam e honrem.

Existe uma responsabilidade para os pais, mas também uma para os filhos, que devem se submeter aos seus pais, obedecê-los e honrá-los.

“Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo. ‘Honra teu pai e tua mãe’, este é o primeiro mandamento com promessa: ‘para que tudo te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra’’’ (Efésios 6.1-3).

Preste atenção no texto, ele diz para você obedecer “no Senhor”. Tudo o que seus pais fizeram ou fazem que não está de acordo com a Bíblia, não deve ser seguido. Mesmo que eles sejam cristãos por excelência, em algo eles falham, e por isto a ordem é de obedecê-los no Senhor, de acordo com a Palavra dele.

Como disse não é impossível, pois em Jesus Cristo existe esta possibilidade de obediência e honra aos pais. E o melhor é que este é um mandamento com promessa, ou seja, um filho obediente desfrutará de uma vida mais alegre, em paz, boa e agradável. No entanto, um filho rebelde é tratado com muita seriedade pela Bíblia. Vê-se que os filhos rebeldes aos seus pais, e consequentemente ao Senhor, tem uma vida breve ou no mínimo infeliz. Por exemplo no caso dos filhos de Eli, Hofni e Finéias, que não deram atenção a repreensão de seu pai (1 Sm 2.23-25), e o fim deles foi a morte (1 Sm 4.11).

Filhos irrepreensíveis no Senhor.

No Senhor é possível ser irrepreensível por meio da obediência, Jesus Cristo ao assumir a humanidade, se tornou o nosso exemplo máximo.

“Então foi com eles para Nazaré, e era-lhes obediente. Sua mãe, porém, guardava todas essas coisas em seu coração. Jesus ia crescendo em sabedoria, estatura e graça diante de Deus e dos homens” (Lucas 2.51,52).

O Filho obediente nos possibilitou, por meio de sua graça, sermos seus imitadores. Como Jesus Cristo, devemos ser obedientes e submissos aos nossos pais. Esta atitude, por mais difícil que seja, resultará em crescimento em sabedoria e graça diante de Deus e dos homens. Tenhamos a mesma humildade e submissão do nosso Senhor, que obedeceu ao Pai até o fim.

Seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus, [...] E, sendo encontrado em forma humana, humilhou-se a si mesmo e foi obediente até à morte, e morte de cruz!(Filipenses 2.5,8).

Pratique a obediência e a honra

A ordem natural seria os pais terem seus corações voltados aos seus filhos, mas vejo que vivemos dias em que, em muitos casos, os filhos é que terão seus corações voltados para seus pais. Se a alguém faltou o exemplo em casa lembre-se que temos um Pai que sempre será o nosso referencial, e por meio de sua graça, ele capacitará cada um a ser um discípulo e testemunha de Cristo em seu lar. O Pai que é presente em sua vida, te fará um filho presente na vida dos seus pais, que proporcionará a eles o amor que talvez nunca tiveram.

 “Ele fará com que os corações dos pais se voltem para seus filhos, e os corações dos filhos para seus pais...” (Malaquias 4.6).

Se os seus pais não souberam guiar seu coração até Cristo, procure no Pai celestial como ser um filho obediente. Através da Palavra, da oração e de mentores Deus te auxiliará a cumprir este mandamento, e seus dias serão melhores. Não será uma obediência exterior, mas será de coração. Obediência em primeiro lugar ao Pai que fluirá para o relacionamento com os pais.












[1] DIAS, Wilson. Brasil tem 5,5 milhões  de crianças sem pai no registro, 2013. Disponível em: http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/brasil-tem-5-5-milhoes-de-criancas-sem-pai-no-registro.
[2]DUARTE, Letícia. Milhões de filhos brasileiros não são reconhecidos pelos pais, 2012. Disponível em: http://zh.clicrbs.com.br/rs/noticias/noticia/2012/06/milhoes-de-filhos-brasileiros-nao-sao-reconhecidos-pelos-pais-3807235.html.

2 comentários:

  1. Excelente texto. Obrigada por contribuir para a expansão das verdades de Deus.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seus comentários, sugestões ou opiniões. Lembre-se:
- pode discordar, mas com educação