Jovem Crente: Ficar é errado?

Ficar é errado?


“E aí, já ficou com quantos? ”; “Ele beija bem? ”; “Vou ‘pegar’ ela, fica vendo. ”; “Olha seu crush tá aqui! Será que você vai ficar com ele esta noite? ”; “Você nunca ficou com ninguém? Como assim? ”; “E aí cara, conseguiu o que queria? ”. 

Estas são algumas das muitas perguntas que diariamente estão presentes na vida de um adolescente que é pressionado a “ficar”. Estes quando jovens, assumem um estilo de vida promíscuo, que nada mais é do que um reflexo da sociedade líquida em que vivem.


Sociedade líquida

É importante que você entenda o que é “sociedade líquida”. 

É a sociedade pós-modernista que não possui valores morais absolutos, o certo e o errado são relativos e o que importa é a visão própria acerca da vida. É uma sociedade que, como um líquido, está em constante transformação, mas que mantêm as suas características básicas. 

Por exemplo, o “ficar” é algo recente, mas que transmite muito bem esta ideia. Há meio século, o padrão era namorar, noivar e casar, mas, assim como o líquido, a forma de se relacionar foi transformada. Apesar disso, as pessoas ainda desejam o relacionamento, ou seja, a característica básica foi mantida. 

Esta sociedade líquida busca desenfreadamente o prazer individual, por isto o “ficar” é regra para a maioria dos adolescentes, que vivem à sua maneira, para satisfazerem seus desejos, independente das consequências que terão pela frente. Como dito anteriormente, quando jovens, assumem um estilo de vida promíscuo, ficam presos à pornografia, masturbação e às relações sexuais antes do casamento. Eles carregam duras marcas do passado, são frustrados quanto aos seus relacionamentos, pois estes são instáveis e se desfazem muito rápido. Por fim, quando chegam ao casamento, e com o passar do tempo, muitos cometem adultério ou se separam, porque o outro não o faz “feliz”.

O que é “ficar” e o que Deus no diz sobre isso

O termo “ficar” descreve um relacionamento momentâneo em que pessoas buscam a satisfação física sem a intenção de um compromisso.

A Bíblia não diz claramente sobre “ficar”, mas a seguir você verá que existem diversos princípios bíblicos que apontam esta prática como pecado.

  • O relacionamento deve ser permanente e não momentâneo


“Ficar” é contrário ao relacionamento que um homem e uma mulher devem ter, pois, segundo a bíblia, é necessário um compromisso. Deus criou o homem e a mulher para terem um relacionamento que dure por toda a vida, sendo um reflexo do relacionamento eterno entre o Pai, o Filho e o Espírito Santo. O propósito de Deus é a constituição de uma família, firmada em uma aliança inquebrável.

“Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois se tornarão uma só carne” (Gênesis 2.24; Efésios 5.31).

O “ficar” tem sido um ótimo treinamento para o divórcio e o adultério, pois busca a autogratificação. Segundo as Escrituras, a ordem é namorar, noivar e casar. Aqueles que iniciam o namoro devem possuir o desejo de se casarem um dia e caminharem em pureza durante todo este processo, do contrário, será somente um “ficar” mais prolongado, uma busca egoísta por satisfação (você pode ler mais sobre esse assunto no post “Pureza pra quê?” aqui no blog).

  • O cristão deve andar em santidade e amor

Deus expressa claramente sua vontade ao crente:

“Porque esta é a vontade de Deus, a saber, a vossa santificação: que vos abstenhais da prostituição” (1 Tessalonicenses 4.3).

O “ficar” quebra este princípio, pois não cumpre os requisitos que são exigidos para uma vida de santidade, como vemos na continuidade do texto: 

“que cada um de vós saiba possuir o seu próprio corpo em santificação e honra, não com o desejo de lascívia, como os gentios que não conhecem a Deus; e que, nesta matéria, ninguém ofenda nem defraude a seu irmão, porque o Senhor é contra todas estas coisas, como também antes vos avisamos e testificamos claramente, é o vingador, porquanto Deus não nos chamou para a impureza, e sim para a santificação. Portanto, quem rejeita estas coisas não rejeita o homem, e sim a Deus, que também vos dá o seu Espírito Santo” (1 Tessalonicenses 4.4-8).

Neste texto encontram-se duas palavras que nos ajudam a entender um pouco mais que “ficar” é realmente pecado. 

Primeiro, a palavra “prostituição”. Em algumas traduções ela aparece como “imoralidade sexual”, e conforme o dicionário Strong é: “1) relação sexual ilícita; 1a) adultério, fornicação...”. Quero ressaltar a palavra “fornicação”, que significa “ter relações sexuais fora do casamento”, porque hoje muitos chegam ao ponto de ter relações sexuais quando “ficam”.

Segundo, a palavra “defraudar”, que significa “levar vantagem sobre os outros”. Ela tem sua origem no desejo de lascívia, desenfreado e egoísta de satisfazer a si mesmo (1 Ts 4.5,6). 
Os que rejeitam estes princípios rejeitam o próprio Deus, e serão por ele julgados, pois Deus nos chamou à santificação (1 Ts 4.7,8; cf.1 Co 6.9; Ef 5.5). 

Outro princípio que deve permear um relacionamento é o amor “ágape”, que é o amor sobrenatural vindo de Deus. O amor que vem Deus não é egoísta, mas altruísta, ele não busca um prazer momentâneo, mas visa um prazer duradouro, desfrutado dentro dos compromissos de namoro, noivado e casamento, respeitando as formas de expressão em cada etapa, sendo o sexo consumado somente na aliança do casamento. É claro que “ficar” não se encaixa neste amor. 

“O amor é paciente, o amor é bondoso. Não inveja, não se vangloria, não se orgulha. Não maltrata, não procura seus interesses, não se ira facilmente, não guarda rancor. O amor não se alegra com a injustiça, mas se alegra com a verdade. Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta” (1 Coríntios 13.4-7).

Busque a transformação

Não fique em dúvida, assuma sua identidade como filho e filha de Deus e não seja influenciado pela pressão do grupo, mas seja um influenciador, seja luz: 

“Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês que está nos céus” (Mateus 5.16).

Em Cristo você tem o poder para abandonar a velha vida e livrar-se deste desejo egoísta de “ficar”. Então, renove sua mente com a palavra de Deus, e, por fim, assuma sua identidade como nova criatura (Cl 3.5-10; 2 Co 5.17).

“Quanto à antiga maneira de viver, vocês foram ensinados a despir-se do velho homem, que se corrompe por desejos enganosos, a serem renovados no modo de pensar e a revestir-se do novo homem, criado para ser semelhante a Deus em justiça e em santidade provenientes da verdade” (Efésios 4.22-24).




Revisado e corrigido por Irina Santos


5 comentários:

  1. Eu adorei o post esse blog é simplesmente incrível

    ResponderExcluir
  2. Esse blog ainda é ativo né?!
    Estou amando cada post, parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Muito bom edifica e ensina um jovem a viver uma vida estabilizada com deus e no futuro

    ResponderExcluir
  4. Muito bom! Gostei da parte que disse que o Amor de Deus nao e algo egoista, mas autruista! Muito boa a materia.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seus comentários, sugestões ou opiniões. Lembre-se:
- pode discordar, mas com educação