Jovem Crente: Sagrado x Profano

Sagrado x Profano


Muitas pessoas pensam que o ministério é algo preso a igreja, ou seja, ministério é aquilo que faço na minha igreja em uma de suas áreas, provavelmente somente alguns dias da semana, ou só no domingo. E cá entre nós, não são poucas as pessoas que pensam assim. Inclusive você pode ser uma dessas pessoas, então eu queria propor algo para nós começarmos um diálogo aqui: Não existe diferença entre secular e espiritual!
Nós comumente fazemos uma separação entre o secular e o espiritual, mas na vida cristã nós não podemos fazer tal distinção. A partir do momento em que eu aceito a Cristo, tudo o que eu faço e vivo faz parte do meu ministério, sendo assim, meu trabalho, meus estudos, meus passatempos, meu relacionamento com a minha família, ou seja, TUDO faz parte do meu ministério.
É difícil pensar nisso, mas agora tudo o que eu faço “seja em palavra ou em ação”, devo fazer “em nome do Senhor Jesus” (Cl 3.17), então não tem como eu reservar isso só para o domingo, ou simplesmente para alguns dias da semana, isso tem que ser o tempo todo. Tudo o que eu faço, ouço, falo, produzo, deve edificar os outros a minha volta (Ef 4.29), e em todo momento eu preciso ser um exemplo de Cristo aqui na terra. Se nós entendermos realmente o que Deus quer para as nossas vidas, em termos de vivermos um ministério, certamente nos recordaremos da importância de viver o Evangelho. Parecido com um Big Brother Brasil, pessoas estão nos observando o tempo todo, e precisamos dar testemunho daquilo que Deus tem feito em nossas vidas.
O “vão pelo mundo e preguem o evangelho a todas as pessoas” (Mt 16.15) não está apenas ligado ao sair do nosso país ou cidade para falar do Evangelho, mas faz parte da maneira como nós vivemos, como tratamos os outros, como demonstramos amor, pois assim estaremos nos conformando ao exemplo de Cristo. Se você busca uma vida de ministério, você vai ter que se esforçar em toda ela e não somente em alguns momentos. E mais, você deve se recordar sempre da reconciliação que Cristo fez por meio da cruz, pois ela nos lavou de todos os nossos pecados e nos livrou da perdição eterna, assim, seguir os propósitos de Deus deve ser uma dádiva, um prazer, e não um peso.
Entenda, você precisa dedicar a sua vida a Deus, para que Ele a use como uma ferramenta nas mãos d’Ele! Mas para isso, você precisará estar disposto a viver em todos os momentos aquilo que Deus tem para você! Está disposto? Em que áreas você poderia melhorar para que seu “ministério” seja cada vez mais conformado com os planos de Deus?



Um comentário:

  1. Gostei muito do texto, mudaria somente a parte do Big Brother, pois da um pouco a ideia que o fazemos ou deixamos de fazer em relação as pessoas ...fora isso que é minha visão particular , um ótimo texto.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seus comentários, sugestões ou opiniões. Lembre-se:
- pode discordar, mas com educação