Jovem Crente: Solidão: Está sozinha? Aproveite!

Solidão: Está sozinha? Aproveite!


E você se pergunta: “Aproveitar como? Eu estou sozinha!”. Chegarei à resposta, mas antes vamos entender o que é a solidão. Vamos descobrir que você não é a única pessoa que passa por essa situação e descobrir também como aproveitar e como mudar o que for necessário.

Solidão 
Você sente que está no meio de muitas pessoas, mas não faz parte daquele ambiente e se sente só? Você se pega pensando que as pessoas não se preocupam realmente com você e que você não tem verdadeiros amigos? Você procura camuflar esses sentimentos, pois pensa que as pessoas não entenderiam se você os expressasse?
Você pode se espantar, mas esse problema é mais recorrente do que você imagina. A solidão é um problema real em nosso mundo. Podemos enganar por fora e parecer às outras pessoas que somos amigos de todos e vivemos bem, mas no fundo a solidão nos assola. Nossa sociedade está cheia de solitários e isso é um problema, pois Deus nos criou para sermos seres relacionais: “Então o Senhor Deus declarou: ‘Não é bom que o homem esteja só...’.” (Gn 2.18a)

O problema aumenta quando a pessoa busca a solução nos recursos errados: bebidas, drogas, parceiros errados, trabalho ou estudo em excesso, fantasias, fugas que só pioram a situação inicial. O aumento do número de suicídios entre os jovens é a prova final de que a solidão é um problema real, muitas vezes sutil, mas que pode ser desastroso.
A Bíblia diz em Provérbios 18.1: “Quem se isola busca interesses egoístas e se rebela contra a sensatez”. Muitas vezes, a pessoa pensa que isolar-se é a melhor opção, mas a Bíblia diz exatamente o oposto.
Outra afirmação pode surpreender: esse não é um problema moderno. A Bíblia traz histórias de pessoas solitárias. Vamos ver algumas dessas e descobrir como tais pessoas se saíram.
No Antigo Testamento, chamou-me a atenção a história de Hagar. Você a conhece: a concubina de Abraão que foi dada a ele por Sara quando Sara não aguentou mais esperar pelo cumprimento da promessa do Senhor e achou que poderia resolver o problema da falta de filhos sozinha. Abraão teria um filho de Hagar − problema resolvido!
Nós sabemos que o problema não se resolveu. Pelo contrário, acabou gerando outros e um deles foi que Hagar sofreu com a solidão. Depois que engravidou, ela passou a ser maltratada por Sara e não havia ninguém para socorrê-la. Ela decidiu fugir e passou um tempo de completa solidão e desespero. Foi assim que Deus encontrou Hagar e a ajudou a mudar de perspectiva, o que a fez voltar para seus senhores. Infelizmente, Hagar voltou a sofrer anos mais tarde. No deserto, abandonada com seu filho adolescente, ela enfrentou momentos de extrema necessidade. Mais uma vez Deus a acudiu e deu a ela uma esperança que ninguém mais podia dar. Deus prometeu não nos abandonar. A história de Hagar e muitas outras comprovam isso.
O salmista também sabia e declara isso: “Sempre tenho o Senhor diante de mim. Com ele à minha direita, não serei abalado.” (Sl 16.8)
Já no Novo Testamento, outro exemplo me chamou muito a atenção: Paulo. Sempre me encantei com a ousadia de Paulo e com o quanto ele foi usado por Deus na pregação do Evangelho, mas nunca havia percebido que ele teve seus momentos solitários.
Em sua última carta, Paulo derrama o coração e fala de sua condição: abandonado e sozinho. “...Demas...abandonou-me...Crescente foi para a Galácia, e Tito, para a Dalmácia. Só Lucas está comigo...Na minha primeira defesa, ninguém apareceu para me apoiar; todos me abandonaram” (2 Tm 4.9-11, 16). A solidão doía em Paulo no final de sua carreira, mas a diferença é que Paulo não se deixou consumir por essa dor e, por isso, pode também dizer: “Combati o bom combate, terminei a corrida, guardei a fé” (2Tm 4.7).

Se você tem enfrentado a solidão, você deve seguir esses exemplos: confiar na provisão de Deus e não se deixar dominar pela dor. Admita que é um problema real e aproveite a oportunidade!

Eu já estou de novo falando em aproveitar a solidão e você ainda não entendeu, certo? Eu também não havia entendido no começo, mas hoje reconheço que a solidão pode se transformar de problema em oportunidade!

Solidão como oportunidade para solitude
Nós já vimos o que é a solidão e para onde ela pode nos levar. Quero lhe apresentar um outro caminho: a solitude.

Solidão não é benéfico, solitude é. Aproveite os momentos em que não há ninguém ao seu redor não para se lamentar, mas para se conectar com aquele que está sempre presente: nosso Deus. Ele está esperando para livrar você da sua solidão. Então, vá até Ele! Ore, leia a Bíblia, derrame seu coração nas mãos do Pai, trace novos alvos e renove sua comunhão com Deus. Ele quer suprir suas necessidades, Deus está disponível, esperando suas sinceras e humildes orações. Você deve dar o primeiro passo e abrir seu coração diante dEle.
Seu problema encontra solução, você já sabe que não está só e Deus vai preencher seu vazio com alegria e “a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o coração e a mente de vocês em Cristo Jesus.” (Fp 4.4-7).
Mas há mais que você pode fazer!

Solidão como oportunidade para novas amizades
Agora que você se acertou com Deus, você tem uma outra oportunidade fantástica: faça amigos! Busque amizades que vão ser relevantes para o seu crescimento espiritual: “Assim como o ferro afia o ferro, o homem afia o seu companheiro” (Pv 27.17). Pode não ser fácil para você tomar a iniciativa de se envolver com outras pessoas, mas a decisão é sua. Se você quer se livrar da solidão e dos perigos que ela traz, você deve dar o primeiro passo e superar suas dificuldades em busca de mudança, com a certeza de que Deus é quem vai capacitá-lo para isso!

Luz, câmera, AÇÃO!
A solidão é um problema real. As opções de se distanciar de Deus e preencher sua vida segundo a sua própria vontade estão ao seu alcance. A Bíblia, porém, traz exemplos de várias pessoas que passaram por essa mesma dificuldade e nos mostra o quanto Deus se importa em estar ao nosso lado para nos resgatar. As boas oportunidades estão aí: solitude e amizades saudáveis. Faça sua escolha. Eu espero que você faça a escolha certa. Eu fiz!

Este artigo foi escrito por Aline Rodrigues Santos para a matéria de Ética Cristã para moças. Aline é formada em Letras e atualmente faz o Curso Teológico Ministerial do Seminário Bíblico Palavra da Vida com ênfase em Educação Cristã. Ela é membro da Igreja Evangélica Congregacional em Atibaia.

5 comentários:

  1. Muito bom, Lili!! Que Deus continue a usar tua vida! Colocou muito bem em palavras parte do trânsito frenético da mente de um jovem! Lina

    ResponderExcluir
  2. Artigo muito bom mesmo. Li e concordo com tudo. É uma pena, mas algumas pessoas já se acosturam com esse estilo de vida, por problemas pessoais, por ficar chateado porque quer ouvir conselhos das pessoas, mas quer ouvir o que quer, e não o que realmente é certo, por simplesmente acharem que a humanidade é hipócrita e por isso pensarem que não da pra confiar em ninguém, ou por simplesmente gostarem de ficar sozinhas. Algumas pessoas nem sabem o real motivo de querer a solidão. É uma parada bem complexa, não da pra resolver isso do nada, pois a pessoa tem que por na cabeça que pessoas podem ser legais, que existe pessoas que são confiavéis nesse mundo e que você pode contar como você se sente e até mesmo contar seus segredos. Orar também é muito bom: pedir para ter amigos verdadeiros e que vão querer apenas o seu bem e agredecer pelos amigos verdadeiros que já tem, só não percebeu isso ainda...

    ResponderExcluir
  3. A Paz de Cristo!

    Vim conhecer seu blog e logo de cara gostei muito do post, sua forma simples de expor o assunto e ao mesmo tempo profundo, esclarecendo com muita propriedade o tema em questão.

    Espero no meu cantinho, por isso estou deixando o link para visita:
    http://frutodoespirito9.blogspot.com/
    Será uma honra tê-lo como seguidor.

    PARABÉNS PELO BLOG!!!

    Em Cristo,

    ***Lucy***

    P.S. A pouco conheci o blog do irmão Araújo e as mensagens lá postadas são bem interessantes.
    http://discipulodecristo7.blogspot.com/
    Acesse e confira.

    ResponderExcluir

Deixe aqui seus comentários, sugestões ou opiniões. Lembre-se:
- pode discordar, mas com educação