Jovem Crente: Era tecnológica - véio, eu quero um celular novo!

Era tecnológica - véio, eu quero um celular novo!

Se você, como eu, gosta do android, com certeza um Galaxy SIII é um sonho de consumo. Já para os aficionados pela maçã de Jobs um Iphone 4S seria o ideal.
Nestes posts gostaria de conversar sobre como viver uma vida que agrada a Deus nesta era tecnológica. Este é o segundo post e se você perdeu o primeiro pode ler aqui.
No primeiro post dividimos o assunto em três áreas e hoje quero comentar alguns princípios ligados aos equipamentos.

Será que é pecado um cristão gastar R$ 2.000,00 em um celular?
É pecado estar antenado nas novidades e desejar estes equipamentos?

Jesus dá um alerta:
Então lhes disse: "Cuidado! Fiquem de sobreaviso contra todo tipo de ganância; a vida de um homem não consiste na quantidade dos seus bens". Lc 12.15 (NVI)

Creio que não é pecado ter algo novo e bom, mas Jesus nos adverte sobre duas coisas:


Ganância: é um forte desejo que nos domina. A ganância nos leva a colocar todos os nossos esforços naquele objetivo. Se desejamos um certo aparelho, ficamos pensando nele o tempo todo. Tiago diz para tomarmos cuidado com coisas que queremos para nossos próprios prazeres.(Tg 4.2-3)
Valor pessoal: o segundo alerta de Jesus é quanto ao nosso valor pessoal. Você fica envergonhado ao tirar seu celular do bolso perto dos seus amigos, pois o equipamento deles é melhor? Você bussca amizade com algum deles só por que tem um videogame top de linha?
Se sua resposta é sim fique esperto, Jesus disse que não são os bens que mostram o valor de uma pessoa. É possível uma pessoa muito pobre, sem nenhum equipamento, mas que tem muito valor diante de Deus.

A consequência deste pensamento errado e da ganância em nosso coração vai ser uma inversão de prioridades. Vamos buscar o que não é importante e deixar de lado o que importa.

Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas. Mt 6.33 (NVI)

Pensando neste texto eu refaço a pergunta. Será que é sábio investir milhares de reais em um celular que em poucos meses estará obsoleto?

Bem, no próximo post da série quero falar um pouco sobre os programas que usamos em nossos computadores e celulares. Será que é correto crackear programas? Como lidar com o abuso no preço de softwares? É verdade que se for para uso pessoal não tem problema piratear?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, sugestões ou opiniões. Lembre-se:
- pode discordar, mas com educação