Jovem Crente: Quando o coração bate + forte - namoro

Quando o coração bate + forte - namoro


Na introdução já falei que os padrões atuais são horríveis. Os casais sabem transar mas não sabem se relacionar.
Satanás tem enganado esta geração, o prazer é quase que idolatrado, só que ele torna o jovem egoísta, um casamento não dura com pessoas assim.
Por isso precisamos olhar para o Senhor, e a Bíblia é clara dizendo que somente nos caminhos do Senhor podemos ser bem-sucedidos.


“Como pode o jovem manter pura a sua conduta? Vivendo de acordo com a tua palavra.” Salmo 119.9
“Lembre-se do seu criador nos dias da sua juventude... Agora que já ouvi tudo, aqui está a conclusão: Tema a Deus e obedeça aos seus mandamentos, porque isso é essencial para o homem.” Eclesiastes 12.1a, 13


É por isso que quero propor três princípios bem simples que podem ajudar você na área de namoro.


Principio 1 - Propósito


A Bíblia não fala de namoro, mas fala claramente sobre casamento como o alvo do relacionamento entre um homem e uma mulher. A razão para mudar nosso status de vida é o casamento:
"Por essa razão, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e eles se tornarão uma só carne." Gênesis 2.24

Existem muitas razões que levam a galera ao namoro, principalmente ao namoro precoce:

  • Diversão: namorando terei o que fazer, como sair, com quem me divertir.
  • Pressão do grupo: muitas vezes adolescentes começam a namorar por que um amigo ou amiga o incentivou. No fundo ele nem queria namorar ou não gostava da pessoa em questão, mas por causa da turma ele resolve dar uma "chance" e entra no namoro.
  • Autoestima: namoro é uma forma de elevar nossa autoestima, sem dúvida ter alguém que diz que sou bonito, legal, alguém que vive em parte do tempo em função de mim... Isso pode parecer maravilhoso, mas será a razão certa para namorar?
  • Solidão: alguns relacionamentos de amizade migram para o namoro por esta razão, eu gosto tanto de estar com a pessoa, ao invés de estar sozinho que o namoro é uma forma de tê-la mais pra mim.
  • Imoralidade: sei que nem todos os casais de namorados que vivem na imoralidade entraram no namoro pensando nisso, no entanto, muitos casais se envolvem em carícias e o vício os prende no relacionamento.
  • Paixão: nem precisa falar nada. O grande exemplo pra mim é Sansão. Em Juízes 16.4 diz que ele se apaixonou por Dalila. Ele ficou cego, ela mentiu, enganou, o vendeu aos filisteus e ele ainda estava aos seus pés.
Todas estas são razões ruins para se namorar. A única razão digna é buscar uma pessoa para casar-se.
Com isso o namoro só deve começar quando o casamento é algo viável em um espaço de tempo curto. Eu diria que um bom tempo é de dois a três anos. Isso significa que um jovem cristão só deveria começar um namoro se em prazo máximo de três anos pudesse se casar.
Logo abaixo você vai ver um vídeo bem simples, um teste feito com crianças que ilustra um namoro precoce. Você é colocado diante de algo gostoso, mas que não pode usufruir ainda. Alguns aguentam, mas infelizmente a maioria cai e envergonha a Deus.

video



Principio 2 - Pais
O segundo princípio é o da obediência aos pais.


“Filhos, obedeçam a seus pais no Senhor, pois isso é justo. ‘Honra teu pai e tua mãe’, este é o primeiro mandamento com promessa: ‘para que tudo te corra bem e tenhas longa vida sobre a terra’”. Efésios 6.1-3
“Filhos, obedeçam a seus pais em tudo, pois isso agrada ao Senhor.” Colossenses 3.20

O texto bíblico diz que obedecer e honrar aos pais é um acordo com Deus. Obedecê-los traz as bênçãos de Deus sobre nós.

Com isso quero dar dois conselhos:

  • Busque o conselho de seus pais antes mesmo de falar com "pretendentes". Mostre pra eles opções, pessoas que te chamam a atenção e use as impressões e opiniões deles para ajudar você na escolha. Assim você se protege de começar algo com alguém que seus pais desaprovem.
  • Não veja apenas se eles aprovam ou desaprovam, não busque só o sim ou o não. Continue o processo e entre em um namoro apenas se seus pais estiverem empolgados e abençoarem o relacionamento.
Principio 3 - Pureza
Se o segundo princípio serve para nos trazer a bênção de Deus, este terceiro serve para evitar sua ira.




“A vontade de Deus é que vocês sejam santificados: abstenham-se da imoralidade sexual. Cada um saiba controlar o seu próprio corpo de maneira santa e honroso, não dominado pela paixão de desejos desenfreados, como os pagãos que desconhecem a Deus. Neste assunto, ninguém prejudique seu irmão nem dele se aproveite. O Senhor castigará todas estas práticas como já lhes dissemos e asseguramos. Porque Deus não nos chamou para impureza, mas para a santidade. Portanto aquele que rejeita estas coisas não está rejeitando o homem, mas a Deus, que lhes dá o seu Espírito Santo” 1 Tessalonicenses 4.3-8


É interessante notar que Deus castigará a impureza.
Fala-se muito de sexo seguro. A camisinha pode livrar os jovens de uma gravidez indesejada, pode até livrar de algumas doenças, no entanto, não nos livra da ira de Deus.
Quero propor alguns cuidados:
  • Contato físico imoral: não vou entrar na questão se beijar pode ou não, existem bons movimentos que ensinam sobre a côrte e se pudesse sugerir para um casal seguir este padrão creio que estariam seguindo algo excelente, no entanto, impureza é pecado. Fuja de carícias, toques íntimos, beijos alongados e "quentes" de sentar no colo, encostar de frente ou costas, fuja de situações ou posições que promova uma intimidade que deve ser guardada para o casamento.
  • Tempo exclusivo: mesmo sem contato físico, suas vidas continuam, existem casais que exageram na exclusividade do tempo e se isolam de todos os relacionamentos.
  • Locais isolados e escuros: acredite em mim, estar na luz e na proximidade de pessoas vai ajudá-los a se comportar.
  • Roupas provocantes: tanto moças quanto rapazes podem usar roupas que provocam seus namorados. Cuidado, vocês estão cutucando onça com vara curta.
  • Conversas íntimas: existem vários jovens que acreditam que o ato sexual é pecado, mas falar sobre ele ter conversas bem íntimas não. Jesus disse que pensar numa moça com intenção impura já era pecado, este tipo de conversa nos leva para isso. Cuidado.
Conclusão
PROPÓSITO: Namore apenas se o casamento for viável em pouco tempo.
PAIS: Namore apenas se seus pais abençoarem o relacionamento.
PUREZA: Namore apenas se tudo o que fazem puder ser feito em público.

No próximo estudo vamos conversar um pouco sobre o noivado:
  • O que é o noivado?
  • Quando e como deve acontecer?
  • Quais seus padrões e alvos?
  • O que diferencia a fase de namoro da fase de noivado?
  • Todo noivado termina em casamento?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui seus comentários, sugestões ou opiniões. Lembre-se:
- pode discordar, mas com educação