Jovem Crente: DICAS DE COMO TENTAR O JOVEM CRISTÃO

DICAS DE COMO TENTAR O JOVEM CRISTÃO


Ao ardente Sobrinho, Morceguinho

1. NÃO PERMITA QUE ELE TENHA UMA VIDA SÉRIA DE ORAÇÃO.
Incentive-o a orar por coisas bem “espirituais”, mas nunca por algo concreto. Que ele ore pela alma de sua mãe, mas nunca pelo seu reumatismo.
2. PROPORCIONE UMA VIDA O MAIS COMUM POSSÍVEL.
Mantenha uma rotina na vida cristã. A programação da Igreja poderá ser uma grande aliada neste sentido, desde que ele assista e se dê por satisfeito. Nada de mudanças ou grandes desafios fora de programação.
3. FAÇA COM QUE ELE  NOS IGNORE.
Que ele demore ao máximo para ver que é uma tentação. Incentive-o a ter uma imagem ridícula de nós. Faça-o pensar que somos “burros e grosseiros”, que não é científico acreditar em nós. Leve-os a lutar contra nós com bases racionais – Isto será de grande valia para nós.
4. INCENTIVE O HUMOR SENSUAL.
Se você conseguir com que ele gradativamente se acostume com o humor e com uma conversa sensual, você tem meio caminho andado. Promova meios de comunicação “levemente sensuais” – lembre-se: totalmente pornográfico será inicialmente rejeitado.
5. ELE DEVE SE DISPOR A TUDO NA VIDA CRISTÃ, MENOS A AGIR.
Leve-o a participar de reuniões, de longas discussões sobre a Bíblia e as coisas da Igreja, dando a impressão que a vida cristã é só isto. Fazendo assim estaremos seguros, e ele jamais perturbará o nosso reino.
6. NÃO DEIXE QUE ELE PERSEVERE EM UMA SÓ IGREJA.
Mostre-lhe uma programação especial de outra igreja e leve-o para lá. Faça-o sentir-se querido e valorizado pelo novo grupo. Quando quiserem um compromisso dele, faça-o mudar para outro grupo. Queremos um turista, não um soldado.
7. FAÇA COM QUE ELE SE SINTA DONO DAS 24 HORAS DO SEU DIA.
Mostre que ele é adulto o suficiente para determinar o que ele vai fazer com o seu dia, sem necessariamente consultar a Deus. Deixe-o pedindo a benção de Deus para os seus planos, isto vai amenizar os conflitos espirituais. Não permita que ele ore antes de planejar, poderá ser um desastre.
8. FAÇA-O CAIR EM PEQUENOS PECADOS.
Mostre a ele quão ridículo é ser um fanático religioso. Leve-o a racionalizar alguns, como diz o lado de lá, pecados. Comece com coisas pequenas. Se ele permitir, você agir assim, está no papo.
9. INCENTIVE AUTO-CONTEMPLAÇÃO.
Faça-o pensar muito em si mesmo. Incentive-o a pensar diante do espelho, do guarda-roupa, nas viagens, ouvindo seu som, mas sempre pensando em si. A auto-contemplação é o caminho mais rápido para tirarmos aquele terrível hábito de amar os outros. Ah! Ele deve se sentir a pessoa mais importante e desamada do Universo.

 
Do seu Tio
Morcegão

(Adaptado do livro "Cartas do Inferno" de C.S. Lewis)

4 comentários:

  1. Excelente post e também gostei muito do Blog meu irmão! Que o Senhor continue abençoando! Depois visite o OJC, que tem o nome muito parecido com este! Fique à vontade para repassá-lo aos adolescentes e jovens da sua igreja =)!!! Um grande abraço! www.ojovemcristao.com

    ResponderExcluir
  2. Olá!!!
    Ameio o texto...
    Tentarei montar uma peça com ele, é mto rico!!
    Gostei bastante do blog tb... Muito conteúdo bom!!!
    Gostaria que me mandasse os devorcionais em pdf como disse q iria tentar... será que daria certo???
    A PAZ!!!!

    ResponderExcluir
  3. Graça e paz meu irmão, parabéns pela mensagem na verdade precisamos a cada dia alertar os nossos adolescentes e jovens e porque não dizer a todos´, uma vez que o inimigo da nossa alma "anda rugindo como um leão buscando a quem possa tragar" na verdade um dos plano do diabo é de fato fazer com que todos creiam que ele não existe, por isso de fato precisamos sempre estarmos alertas. Um abraço.

    ResponderExcluir
  4. Pr. Roberto A. Rodrigues ,
    Visitei o seu blog e achei muito interessante, parabens. Já me tornei um seguidor. Se quiser visitar e seguir o meu, será um prazer. O endereço é: HTTP://COMOAGRADECER.BLOGSPOT.COM
    Um abração de seu irmão e colega,
    Pr Flávio da Cunha Guimarães

    ResponderExcluir

Deixe aqui seus comentários, sugestões ou opiniões. Lembre-se:
- pode discordar, mas com educação